NOSSO SHOW EM 1 MINUTO
Champions LIGA

BNDES faz aporte de R$ 487 milhões em fintech com foco em pequenos negócios

Por Portal Nosso Show/Redação em 04/03/2021 às 13:02:15

"-//W3C//DTD HTML 4.0 Transitional//EN" "http://www.w3.org/TR/REC-html40/loose.dtd">


Na prática, a instituição fará o aporte por meio de subscrição de cotas do fundo FIDC CashMe-Plural O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou, em comunicado, aporte de R$ 487 milhões em fundo de crédito de fintech com foco em pequenos negócios. Na prática, a instituição fará o aporte por meio de subscrição de cotas do fundo FIDC CashMe-Plural.

No informe, o banco detalhou que o fundo, que opera na modalidade de Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC), foi escolhido no âmbito de Chamada Pública para Fundos de Crédito para Micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) lançada em maio deste ano.

O BNDES apontou que o fundo também contará com aporte de R$ 138,3 milhões por parte da Cyrela e da BRPP, gestora do Grupo Genial, e totalizará um capital de R$ 625,3 milhões, de acordo com cálculos citados pela instituição de fomento.

lkzmiranda/Pixabay

Os cálculos do banco são de que, com o aporte, o FIDC CashMe-Plural passará disponibilizar para empreendedores financiamentos de até R$ 2 milhões por meio da plataforma eletrônica da CashMe, fintech do Grupo Cyrela - que trabalha com empréstimos com garantia de imóvel.

A previsão, de acordo com informações citadas pela instituição, é que o custo final para cliente na obtenção de crédito via CashMe fique em até IPCA mais 1,15% ao mês, abaixo de 4% ao mês, limite de custo exigido no edital da chamada pública, notou o banco. O prazo médio das operações pode superar 4,7 anos, detalhou a instituição. A projeção do BNDES é de que sejam beneficiados 1.700 MPMEs e profissionais autônomos de diversos setores.

O banco informou que, no âmbito da iniciativa de chamada pública lançada em maio, poderão receber aportes do BNDES ainda mais nove FIDCs, somando o valor total de até R$ 4 bilhões.

Fonte: Valor Econômico

Tags:   Valor
Comunicar erro

Comentários

VACINA DO AM. GOV. DO ESTADO