NOSSO SHOW EM 1 MINUTO
upe fest

Deputados protagonizam discussão na Assembleia Legislativa com repercussão sobre caso de capivara

Por Lucas Botelho em 20/04/2023 às 14:07:58
Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A deputado Joana D"arc (UB) deixou o plen√°rio da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) aos prantos na sessão desta quinta-feira (20). Ela e o deputado Wilker Barreto (Cidadania) protagonizaram um bate-boca com troca de acusações e ameaça de denúncia de viol√™ncia política.

A confusão aconteceu em meio a um auditório lotado de profissionais da educação que cobravam o reajuste da data-base da classe pelo Governo do Estado. Usando a tribuna, Wilker disse ver uma "inversão de valores" nas redes sociais que estão mobilizadas em prol da multa aplicada ao influencer Agenor Tupinamb√° e da capivara Filó, deixando de lado outros assuntos como problemas da saúde pública.

"Hoje as nossas crianças que dependem do sistema de saúde estão abarrotadas. Os valores estão invertidos. Eu posso mostrar aqui as fotos que eu recebi de criancinhas nos corredores e isso não ter√° o mesmo alcance do que o assunto da capivara. Que valores são esses? Crianças sem leite, crianças nos corredores e hoje as redes sociais só falam na capivara", disse Wilker ao denunciar o fechamento de Caics.

Defensora da causa animal, Joana D"arc pediu a palavra para defender a luta pelos direitos dos animais. Enquanto ela falava, os professores gritavam no auditório em defesa de Wilker.

"Deputado Wilker, com todo o respeito, mas uma coisa não tem nada a ver com a outra. Eu defendo a educação e eu peço só o respeito pela causa que eu represento. É apenas isso. O que voc√™ falou na tribuna, eu concordo, vamos receber os professores. Eu ia me manifestar sobre isso, mas eu não vou permitir voc√™ desmerecer minha causa porque eu também defendo crianças", declarou Joana.

Com os gritos dos docentes, o clima esquentou e Joana ameaçou denunciar Barreto por viol√™ncia política. Wilker retrucou: "Eu falei de valores" e a deputada rebateu.

"Valor? A vida de um animal importa também, deputado. Uma coisa não tem nada a ver com a outra", disse.

A gritaria continuava no auditório e a medida que aumentavam os gritos, Joana D"arc também levantava a voz. Ela acusou o deputado de estar usando os professores para se autopromover.

"Voc√™ é misógino. Voc√™ não respeita a causa dos outros. Eu quero pedir dos professores, aqui não é a causa de voc√™s que estamos falando, é de respeito. Eu não vou me calar", falou a deputado aos gritos.

"Senhor presidente, aqui é o parlamento ou é a feira?", ironizou Wilker, que continuou: "vossa excel√™ncia não defende causa alguma. Como vossa excel√™ncia defende a causa da pessoa com defici√™ncia se votou pela extinção da secretaria?", rebateu o líder do Cidadania.

Os microfones do plen√°rio foram cortados a pedido do deputado João Luiz (Republicanos), que presidia a Mesa naquela momento. O clima no entanto não amenizou e Joana continuava a gritar na direção de Wilker Barreto: "o senhor não respeita as mulheres".

Nesse momento Joana D"arc sentou na cadeira e começou a chorar enquanto Wilker reiterava a fala sobre uma possível inversão de valores na escolha de pautas pela sociedade. Após alguns minutos, a deputada levantou da cadeira e saiu do plen√°rio.

Ela se reuniu com o presidente da Casa, Roberto Cidade (UB) e o deputado Carlinhos Bessa (PV). Por fim, o esposo de Joana também foi convocado para a reunião na sala Rio Andir√°. Pedimos um posicionamento da deputada sobre a situação, mas até o momento não obtivemos resposta.

Fonte: Acrítica

Comunicar erro
GOVERNO DO AMAZONAS

Coment√°rios

 Family Clinic
GOVERNO DO AMAZONAS VACINA