NOSSO SHOW EM 1 MINUTO
upe fest

Lula quer pol√≠tica unificada para a região amaz√īnica

Presidente defendeu exploração da região sem desmat√°-la

Por Portal Nosso Show/Redação em 22/05/2023 às 11:23:37
Foto: Divulgação Agência Brasil

Foto: Divulgação Agência Brasil

O presidente Luiz In√°cio Lula da Silva defendeu, neste domingo (21), uma política unificada dos países amazônicos. Em agosto, ser√° realizada, em Belém, a Cúpula da Amazônia, evento que reunir√° os chefes de Estado dos oito países que integram a Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA).

Para Lula, é preciso uma política séria, que envolva também os povos indígenas, para evitar o desmatamento na região e, ao mesmo tempo, garanta a sobreviv√™ncia das 28 milhões de pessoas que l√° vivem. "Eles t√™m direito de viver, de trabalhar, de comer, de ter acesso a bens materiais que todos nós queremos. E, por isso, precisam explorar não desmatando. Explorar a riqueza da biodiversidade para saber se podemos extrair a possibilidade de desenvolver uma indústria de f√°rmacos, de cosméticos, por exemplo, para gerar empregos limpos", disse.

"Não queremos transformar a Amazônia em um santu√°rio da humanidade", acrescentou o presidente durante conversa com jornalistas em Hiroshima, no Japão.

No país asi√°tico, Lula participou do segmento de engajamento externo da Cúpula do G7, reunião de líderes de sete das maiores economias do mundo: Estados Unidos, Japão, Alemanha, Reino Unido, França, It√°lia e Canad√°.

O presidente cobrou que os países ricos cumpram os compromissos assumidos no √Ęmbito internacional, como a doação de US$ 100 bilhões ao ano para que países em desenvolvimento preservem suas florestas. "Em todas as COPs [Confer√™ncias do Clima das Nações Unidas] as pessoas falam que vão doar US$ 100 bilhões. Nós estamos aguardando", disse.

Para Lula, é preciso uma nova governança global mais representativa, com punição para os países que não cumprirem os esforços nas questões clim√°ticas.

"Ou todos nós entendemos que o barco é um só, que o planeta é redondo, ou entendemos que uma desgraça que vier vai pegar todo mundo de calça curta. Os cientistas estão nos prevenindo, então é importante termos clareza de que nós seremos os respons√°veis de nos salvar ou de nos matar", disse.

As cúpulas do G7 costumam contar com a presença de países convidados. Nesta edição, além do Brasil, foram convidados Austr√°lia, Coreia do Sul, Vietnã, Índia, Indonésia, Comores e Ilhas Cook. O presidente da Ucr√Ęnia, Volodymyr Zelensky, também esteve em Hiroshima e participou da sessão de debates que teve o tema "Rumo a um mundo pacífico, est√°vel e próspero".

Desde a última sexta-feira (19) no país asi√°tico, o presidente também teve uma extensa agenda de encontros bilaterais, com reuniões com 11 chefes de governo e de entidades.

"Saio [do Japão] mais otimista do que nunca. A chance do Brasil estabelecer parcerias fortes na √°rea comercial, cultural e política é muito grande", disse Lula. "As pessoas gostam muito do Brasil, estão muito felizes com a volta da democracia no Brasil e com a volta do Brasil ao cen√°rio internacional", completou o presidente, citando que ainda este ano tem agendadas duas viagens a países da √Āfrica e uma viagem à Índia.

Comunicar erro
GOVERNO DO AMAZONAS

Coment√°rios

 Family Clinic
GOVERNO DO AMAZONAS VACINA